Friday, February 1, 2019 A poluição do ar está asfixiando Bangkok, mas a solução está à vista
Reportagens

Uma recente onda de poluição do ar tem feito Bangkok lutar para dispersar poluentes perigosos e proteger seus moradores contra os sérios riscos à saúde decorrentes deste problema.

O governo reagiu rapidamente, restringindo veículos altamente poluentes, acionou a polícia e o exército para inspecionar indústrias e incineradores, fechou escolas para proteger as crianças e até mesmo  utilizou aviões que inseminam nuvens para forçar chuvas e limpar o ar.

Para Kakuko Nagatani-Yoshida, coordenador regional da ONU Meio Ambiente para Químicos, Resíduos e Qualidade do Ar, este é um bom começo.

“O governo tem que agir de maneira decisiva para fazer cumprir as regulações de poluição, e eles estão no caminho certo até o momento, empregando esforços como a fiscalização rigorosa do controle de emissões. Sabemos que eles também estão estudando medidas mais urgentes e a ONU Meio Ambiente está trabalhando em conjunto com o governo por soluções em longo prazo“ afirmou.

image

´´Enquanto soluções como a inseminação de nuvens podem aliviar partículas maiores, não resolve ou reduz os PM2.5.Após estas medidas interinas, o próximo passo mais racional seria de fechar a fábrica mais poluidora. Isso quer dizer aceitar perdas econômicas em curto prazo, mas proteger a saúde pública deve ser a prioridade máxima. Além de fábricas, o governo pode se mobilizar com urgência para substituir transportes públicos que emitem fuligem, como ônibus e barcos movidos a diesel, por versões menos poluentes”, recomendou.

A poluição do ar em Bangkok é resultado de uma série de fatores. Trânsito, construções e fábricas são as razões principais, mas nesse período do ano, queima de lixo e resíduos da lavoura também são razões importantes. Não existe apenas um culpado pelo recente crescimento da poluição do ar, mas ele foi intensificado  pelas condições climáticas, que não tem permitido a dispersão dos poluentes.

Bangkok e outras áreas da Tailândia já convivem com a constante poluição atmosférica há tempos. O problema não é exclusivo da na cidade ou país: 92 por cento da população da Ásia e Pacífico- cerca de 4 bilhões de pessoas- estão expostas a níveis de polução que constituem uma séria ameaça à saúde.

As respostas atuais são soluções de curto prazo para este problema, como alertou Nagatani-Yoshida: ”Fábricas não podem ser fechadas para sempre. As pessoas têm que circular. No final das contas, se as pessoas querem respirar ar limpo, uma série de medidas devem ser tomadas para restringir a poluição”.

image

A ONU Meio Ambiente publicou recentemente instruções para diminuir a poluição do ar. Cerca de 25 medidas podem reduzir mortes prematuras em até um terço na região e promover um ar mais limpo para um bilhão de pessoas vivendo na Ásia.

”Esperamos que governos de países, províncias e cidades na região, incluindo Bangkok, considerem estas recomendações e as implementem com urgência” disse Nagatani-Yoshida.

A ONU Meio Ambiente e a Coalisão do Clima e Ar Limpo já estão trabalhando com o departamento tailandês de controle de poluição, além do departamento de desenvolvimento de energias alternativas e eficiência e outras agências para implementar algumas destas mediadas e garantir um ar limpo e reduzir substancialmente os níveis de PM2.5.

A agência ambiental da ONU está colaborando com o departamento de controle de poluição para dar um salto de padrões de emissões veiculares Euro IV para Euro VI, que são os mais rígidos padrões existentes.

A colaboração também focará em apoiar a transição de veículos de 2 e 3 rodas movidos à gasolina em Bangkok para veículos elétricos e readaptação de barcos e balsas usadas para transporte público na cidade e seus canais.

Não podemos perder tempo. Quanto mais rápido os governos se mobilizarem para restringir os emissores e apoiarem alternativas limpas, mais cedo Bangkok e o resto do país poderão voltar a respirar.

Outras Notícias
Story Veja como 5 líderes estão inovando para reduzir a poluição do transporte

O cheiro da fumaça que vem dos escapamentos de veículos não é apenas desagradável, mas também prejudicial à saúde. Esses gases são conhecidos por afetar a felicidade, a inteligência e o bem-estar geral do ser humano. No entanto, milhões de pessoas no mundo são forçadas a inspirar ar poluído todos os dias, conforme levam sua vida normal, indo para o trabalho, para a escola ou simplesmente botando o pé para fora de casa por um instante.

Story 25 medidas para pôr fim as milhões de mortes causadas pelo ´´novo tabaco´´

A poluição do ar não é um problema novo. Estamos preocupados com nevoeiros contaminados com fumaças há séculos, das conhecidas “smogs” de Londres no século 19 aos nevoeiros que frequentemente encobrem cidades como Pequim e Délhi nos dias atuais.

}